Milagre recebido por morador de Sinop embasa canonização de Madre Josefina Vanini

Freira fundadora da Congregação "Filhas de São Camilo" se tornou santa neste domingo (13). No Brasil há 10 casas sociais criadas pela congregação, uma delas fica em Sinop, onde o milagre ocorreu.

Em 14/10/2019 03:22:00 na sessão Cidades

Foto: Reprodução

O pedreiro Arno Celson Klauck, que em 2007 morava em Sinop, a 503 km de Cuiabá, estava trabalhando em uma obra da Casa das Irmãs Camilianas. Ele estava colocando uma viga quando caiu de uma altura de mais de 10 metros. No momento da queda, ele pediu o auxílio de Madre Josefina Vanini fundadora da Congregação Filhas de São Camilo e sobreviveu ao acidente.

Este é considerado o primeiro milagre a beata, no país. Josefina Vanini foi canonizada neste domingo (13), na Itália. O processo de reconhecimento durou cerca de 12 anos, considerado um dos mais rápidos na Igreja Católica.

Foto do lugar onde ocorreu o acidente com o pedreiro e onde o milagre ocorreu -- Foto: Reprodução/TVCA

Judite Adelaide Ágata era nome de batismo da madre, que ficou assim reconhecida pela Igreja Católica como Josefina Vanini, após se tornar religiosa. Ela nasceu em julho de 1859, em Roma.

Padre Francisco Prim conta que Madre Vanini recebeu a missão dada pelo padre Luiz Tezza de continuar a missão de São Camilo que, em vida, havia criado uma congregação para homens e sonhava em implantar também uma congregação de mulheres.

Durante uma confissão, o padre Luiz percebeu que a madre tinha potencial para dar continuidade à obra de São Camilo.

"Ele perguntou se ela gostaria de dar continuar a missão dele. Após dois dias, ela respondeu que sim. Daí surgiu congregação "Filhas de São Camilo", que hoje, tem 400 unidades em todo o mundo", relatou padre Francisco Prim.

Lar dos Idosos em Sinop é uma das 10 casas da Congregação Filhas de São Camilo fundada pela madre -- Foto: Reprodução/TVCA

No Brasil são 10 casas, uma delas, em Sinop, onde ocorreu um dos milagres atribuídos à beata. As instituições, dirigidas por freiras, são hospitais, hospedarias e casas de acolhimento a idosos, doentes e crianças.

O pedreiro Arno, trabalhava na construção desse lar solidário que, atualmente, atende mais de 20 idosos, quando o acidente aconteceu.

Irmã Auxiliadora, que administra o lar, lembra como tudo aconteceu.

"Ele foi colocar uma viga, não mediu bem o tamanho da viga, pôs de um lado e quando puxou a viga teve a primeira queda. Ele gritou "madre!" e foi direto quebrando as madeiras. Tentou se segurar numa metade da parede que tava na platibanda, a parede também não tava bem armada e veio tudo por cima dele", contou.

Fosso do elevador onde Arno caiu e pediu auxílio da Madre Vanini -- Foto: Reprodução/TVCA

Arno caiu num fosso. Segundo a freira, o filho dele que fazia um trabalho de pintura no local, gritou: "meu pai morreu, me ajuda a acudir meu pai". No entanto, do fundo do fosso, o pedreiro disse que estava bem.

Posteriormente, ele contou que, na hora da pediu auxílio à madre Vanini, fundadora da casa e foi atendido.

"Eu fui colocar uma tábua para tampar o fosso do elevador, a madeira escapou do outro lado e eu caí junto. Quando eu caí, lembrei da Madre Vanini e disse "minha mãe, me ajude"", contou ele.

Segundo padre Francisco, depois de montada uma comissão, de provas e de várias vistorias, o milagre de Madre Vanini em Sinop foi reconhecido pelo Vaticano este ano.

Fonte: G1 MT



Por olharcidade2@gmail.com 14/10/2019 03:22:00

Mais notícias da sessão: Cidades


Grupo Olhar Cidade